Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora

Roraima fica entre os 5 melhores do Brasil na categoria de Ensino Fundamental com ação empreendedora

O projeto “Brinquedos na Caixa” foi um dos 60 projetos classificados para a etapa nacional

Através do projeto “Brinquedos na Caixa” foram confeccionados casinhas de bonecas, carrinhos, labirintos e outros brinquedos pelos alunos do 3º ano F da Escola Municipal Valdemarina Normando Martins, localizada no bairro Nova Cidade, Zona Oeste de Boa Vista. O projeto que ficou entre as 5 melhores iniciativas realizadas na categoria Ensino Fundamental do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora 2019, foi conduzido pela professora Marcella Oliveira de Melo.

O trabalho foi desenvolvido pela professora, que utilizou a metodologia do projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEEP), coordenado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAR/RR). Ele venceu a etapa regional do Prêmio na categoria de ensino fundamental e ficou entre os 10 melhores trabalhos do País na etapa nacional.

Feitos a partir de papelão, os brinquedos foram idealizados e confeccionados em sala de aula pelos próprios alunos. A ideia do projeto surgiu dentro do JEEP, o qual é destinado a fomentar a educação e a cultura empreendedora dentro das escolas públicas e privadas, por meio de práticas de aprendizagem.

Para a prefeita Teresa Surita, a parceria entre o SEBRAE/RR e a Prefeitura de Boa Vista, através do JEPP, é uma forma de incentivar a educação empreendedora desde cedo. Além de preparar os alunos para a carreira profissional futura ainda os ajuda a desenvolver competências úteis para toda a vida.

“Os estudantes passam a enxergar e avaliar melhor as possibilidades, trabalhar em equipe e tomar decisões. O trabalho que foi feito na rede municipal de ensino, a exemplo do projeto ‘Brinquedos da Caixa’, mostra o compromisso de uma educação de qualidade que prepara os alunos para o futuro”, disse a prefeita.

A professora Marcella contou que tudo começou quando o curso propôs a temática brinquedos ecológicos, que deveria ser trabalhada com os estudantes ao longo do ano. Primeiro, o tema foi levado aos alunos e depois debatido, a fim de chegarem a um consenso do que seria melhor produzir.

Foram coletados papelões e depois foi realizado o planejamento dos brinquedos que seriam produzidos. “Confeccionamos carrinhos, labirintos, casinhas de bonecas, pebolim e outros objetos. Todos os brinquedos foram vendidos na Feira de Negócios da escola. Com o dinheiro arrecadado, os alunos se reuniram e foram ao cinema no Dia das Crianças [12 de outubro]”, ressaltou a professora.

Sobre o reconhecimento regional e nacional, Marcella disse que tudo só foi possível com o empenho e ajuda de todos os envolvidos. Ela atribuiu a conquista aos alunos que coletaram e confeccionaram os brinquedos, a gestão da unidade escolar que prestou todo o apoio necessário para o desenvolvimento e execução do ‘Brinquedos da Caixa’.

“Felicidade é a palavra que me define, pois esta é mais uma conquista na minha vida como profissional, como educadora. Conquistamos a etapa regional e agora ficamos entre os 10 melhores trabalhos do País, isso nos dá uma garantia muito grande de que estamos indo pelo caminho certo na nossa profissão”, declarou.

 

PRÊMIO

O Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora é uma iniciativa que busca identificar, estimular, reconhecer e divulgar as melhores práticas da educação empreendedora no Brasil. Os trabalhos inscritos precisam ter alcançado resultados, afim de estimular outras escolas a promoverem uma educação voltada ao empreendedorismo.

As instituições de ensino que participam do prêmio devem desenvolver produtos ou soluções que contribuam para que seus alunos adquiram ou aprimorem atitudes, comportamentos e características que os levem a lidar melhor com situações do contexto dos negócios ou da vida.